Polícia prende suspeito de ser mandante da execução de guardas municipais

Na última terça-feira (9), foi preso em Amapá do Maranhão, o suspeito de ser mandante do crime que resultou no assassinato brutal dos guardas municipais Antônio Wilson da Silva Santos de 53 anos e Ailson da Paixão Torres de 44 anos. O crime aconteceu no dia 2 de janeiro e as vítimas foram executadas a tiros de espingarda, após horas de tortura física e psicológica.

Segundo a Polícia Civil, o empresário Marcelo Marques Feitosa foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma de fogo e crime ambiental. A prisão foi realizada na serraria pertencente ao suspeito e faz parte das investigações que apuram as mortes dos guardas na cidade de Cândido Mendes. Ele é suspeito de ser o mandante dos crimes.

A Superintendência de Polícia Civil do Interior (SPCI) informou que Marcelo Marques já responde a um inquérito na Polícia Federal por crime ambiental e, que na serraria do investigado, toneladas de madeiras e maquinários foram apreendidos. Todo material será posteriormente doado ao poder público.

Entenda o caso

Os dois guardas municipais foram contratados como seguranças de uma fazenda no povoado Vilela, município de Amapá do MA. A dupla desapareceu no dia 2 de janeiro e os corpos foram encontrados três dias depois em uma estrada vicinal, no município de Junco do Maranhão.

Há suspeita de que os servidores municipais tenham sido torturados antes de serem executados com tiros de espingarda na cabeça. A principal linha de investigação da Polícia Civil do Maranhão é de que as mortes tenham relação com os conflitos agrários da região.

Fonte: Difusora ON

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Câmara Municipal de Cândido Mendes cassa mandato do Prefeito José Bonifácio (Facinho)

MP avalia pedir intervenção em Cândido Mendes