Irregularidades em contrato de R$ 7,2 milhões pode colocar prefeito de Codó na cadeia

O prefeito de Codó, Zé Franciso (PSD), e a empresa GPA Construções são alvos de uma investigação que apura irregularidades em um contrato no valor de R$ 7,2 milhões.

Conforme apurado pelo site do Werbeth Saraiva, trata-se do contrato nº 20210399, origem Carona nº 5706/21, firmado entre o município de Codó, por meio da Secretaria de Educação e a empresa GPA Construções e Serviços Ltda.

O objeto da investigação é “a execução de serviços de manutenção preventiva e corretiva, reforma e/ou adequações, sob demanda, de prédios e logradouros públicos, no valor total de R$ 7.240.913,03 (sete milhões, duzentos e quarenta mil, novecentos e treze reais e três centavos).

Um inquérito civil foi instaurado e os envolvidos vão responder pelas irregularidades e eventual improbidade administrativa.


Fonte: Blog do Weberth Saraiva.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Câmara Municipal de Cândido Mendes cassa mandato do Prefeito José Bonifácio (Facinho)

MP avalia pedir intervenção em Cândido Mendes

Polícia prende suspeito de ser mandante da execução de guardas municipais